Sexta-Feira, 31 de Marco de 2023
Embarques de farelo e óleo de soja disparam com recorde em volume e receita
Agricultura
Embarques de farelo e óleo de soja disparam com recorde em volume e receita
Agricultura / 06-12-2022

Um ano histórico. É assim que 2022 já pode ser definido para as exportações brasileiras de farelo e óleo de soja. Ainda a contabilizar os embarques de todo o mês de dezembro, os dois produtos já registram recordes — tanto em volume de embarques, quanto em receita cambial.

Os bons resultados alcançados com o farelo e o óleo de soja foram destacados pelo diretor de conteúdo do Canal Rural, Giovani Ferreira. Na edição desta semana do ‘Boletim AgroExport’, ele destacou os números parciais das exportações. Além disso, analisou o que pode ter motivado tais crescimentos.

Farelo

No caso do farelo, Ferreira reforçou que, pela primeira vez na história, o Brasil deve enviar para o exterior mais de 20 milhões de toneladas do produto. Até o momento, já foram 19,2 milhões, o que representa crescimento de 11% em relação a todo o período de 2021.

“Um mercado importante para o Brasil. Um mercado de valor agregado, de transformação do produto primário”, afirmou o apresentador do ‘Boletim AgroExport’ sobre a relação do farelo de soja com a soja em grão.

Até o momento, as exportações de farelo de soja registram US$ 9,7 bilhões de receita cambial em 2022. As cifras já superam em mais de US$ 2 bilhões de 2021, que até então era detentor da melhor marca, com movimentação de US$ 7,3 bilhões.

Óleo de soja

Outro produto de maior valor agregado em relação à soja em grão, o óleo de soja também cresceu em 2022 no quesito exportação. Até o fim de novembro foram enviadas para o exterior 2,3 milhões de toneladas (contra 1,7 milhão do ano passado). Em receita cambial, o crescimento — ainda parcial, sem dados de dezembro — foi de US$ 3,5 bilhões contra US$ 2,0 bilhões.

“E o ano nem terminou ainda. A gente deve chegar próximo das mais de 2,5 milhões de toneladas exportadas, e para uma receita cambial extraordinária”, ressaltou Ferreira.

Para o diretor de conteúdo do Canal Rural, dois fatores internacionais ajudaram a impulsionar os produtos brasileiros: a guerra na Ucrânia e a crise energética na Europa. Isso porque, no primeiro caso, aumentou a busca por novos fornecedores de insumos para alimentação (inclusive animal); no segundo, buscas por novas fontes para a produção de biodiesel.

Soja em grão

Em 2022, a soja em grão apresenta caminho oposto ao do farelo e do óleo. Até o momento, em termos de exportações, o produto está na casa das 77 milhões de toneladas. Em 2021, o volume chegou a 86,1 milhões — patamar que não deve ser mais alcançado neste ano. Em receita, porém, o mercado cresceu: US$ 45,4 bilhões ante US$ 38,6 bi.

Boletim ‘AgroExport’


Compartilhe com os amigos!

Deixe seu comentário