Terca-Feira, 18 de Junho de 2024
Youtuber come 'sem querer' ovo premiado que valia mais de R$ 60 mil no Reino Unido
Comportamento
Youtuber come 'sem querer' ovo premiado que valia mais de R$ 60 mil no Reino Unido
Comportamento / 15-03-2023

Promoção de uma fabricante de chocolates envolvia encontrar a versão premiada do pequeno ovo de chocolate. Adam Davis disse que seu 'fracasso épico' será lembrado por toda a vida.

Um youtuber britânico gravou um vídeo em que ele casualmente come um ovo de chocolate, sem parecer perceber que aquela era uma versão premiada do doce e que poderia ser trocada por um prêmio de £10 mil (aproximadamente R$ 63,9 mil) no Reino Unido.

Segundo a imprensa local, a fabricante de chocolates Cadbury distribuiu no mercado britânico pouquíssimas versões premiadas de seu “Creme Egg”, um pequeno ovo de chocolate. Quem encontrasse um dos 280 ovos que fosse metade chocolate branco, metade chocolate ao leite, deveria entrar em contato com a empresa para receber o prêmio, mas não podia comer o chocolate.

O youtuber Adam Davis estava fazendo um vídeo para o seu canal, que foi publicado na terça-feira (6), quando comeu sem perceber a guloseima premiada. Nas imagens, é possível ver claramente que uma das metades do ovo é de chocolate branco.

Um dos comentários em seu video no Youtube diz: "Não acredito, você comeu um ovo de 10 mil". Um outro usuário escreveu: "Não acredito que acabei de ver você fazendo isso".

Segundo o jornal britânico “Mirror”, Davis disse que nem percebeu que o ovo estava diferente porque estava com muita fome. O youtuber também disse que nem sabia da promoção, mas que não se sente mal por tê-lo comido.

 

"Quem mais pode dizer que comeu dez mil libras em 30 segundos? O dinheiro vem e vai, mas uma história de um fracasso épico dura a vida toda", disse Davis ao jornal.

 

Agora Davis está tentando entrar em contato com a fabricante Cadburry para ver se consegue pelo menos parte do prêmio.

 


Compartilhe com os amigos!

Deixe seu comentário


Notícias e novidades da região noroeste do Paraná JN 24 Horas

Social